Outono é sempre igual, as folhas caem no quintal - NÃO

Isabela Pereira - Moda e Estilo de Vida

Publicado em 17/05/2018
Por Isabela Pereira

 

Outono é sempre igual, as folhas caem no quintal... Não. Isso só se aplica na clássica canção da dupla Sandy & Júnior. No universo da moda se temos uma certeza: nada é sempre igual. Não porque nós profissionais da área sejamos os "gênios da criação", a verdade é uma só e o fulano do "nada se cria, tudo se transforma" estava bem coberto de razão! Moda é sim movimento, mas seguindo o caminho de sempre repaginar, reinventar, recalcular a rota de algo que há algum tempo já foi visto como cool e por hora é só vintage.

Nessa minha primeira aparição na coluna, confesso que fiquei feito cega em tiroteio, sempre amei escrever. Mas, escrever sobre moda é um sonho que ficou na lista de espera quando os boletos chegaram e a vida adulta mostrou para o que veio. Quando o Fábio, amigo de longa data e criador desse projeto, surgiu me apresentando uma proposta tão bacana, não havia como dizer 'não'. Então cá estou eu, com um possível clichê na primeira sugestão sobre o que escrever: tendências para outono inverno 2018.

Como já é do conhecimento de muitos, quem cita as tendências de cores anuais é a Pantone, pra quem não sabe bem o que isso significa é basicamente uma enciclopédia que reúne referência de cores, é um "deus" do círculo cromático que anualmente anuncia as cores que mais irão bombar nas passarelas e vitrines. As cores não são escolhidas assim no uni-duni-tê, existem profissionais extremamente capacitados que viajam o mundo inteiro com um olhar apuradíssimo em analisar a sociedade, culturas, comportamento, debates e afins. A grosso modo não enxergamos, mas tudo se conecta entre si e a moda não é apenas um "rostinho bonito". Estes pesquisadores saem em busca de possíveis tons que irão revitalizar nosso olhar nas próximas estações, definem além da área da moda, também a arquitetura, decoração (sim, eles influenciam até nas cores de tinta pra parede na casa de material de construção!).

Bem, como de praxe, a grande maioria das tendências mundiais vem do hemisfério norte, sendo assim para 2018 notamos uma mistura do clássico com o colorido em uma paleta ousada de tons, o conceito é ressaltar de tons conectados à ausência de gênero, tema muito debatido pela sociedade atual.

No decorrer das colunas teremos oportunidade de nos conhecermos melhor e sempre estarei aberta a receber feedbacks e sugestões. Sem mais delongas, vamos ao que nos interessa: Quais as cores tendências para o outono/inverno 2018?

PANTONE 18-4048 Nebulas Blue - Um azul que remetendo ao pôr do sol,  inspirador, pensativo, fazendo referência de Noite Estrelada de Van Gogh.

PANTONE 15-0850 Ceylon Yellow - Um amarelo quente e puxando por traços mostarda.

PANTONE 19-1536 Red Pear - Um vermelho que já vem sendo visto nas paletas de estações passadas, a intensidade dos tons vinhos continuam sendo um coringa.

PANTONE 18-1549 Valiant Poppy - Um tom mais maduro que repagina o já batido cereja, mas ainda com traços extrovertidos e efusivos.

PANTONE 16-1255 Russet Orange - Seguindo a proposta do Ceylon Yellow, aqui temos uma variação em um tom alaranjado, mais quente e vivo.

PANTONE 18-3838 Ultra Violet - O UltraVioleta, a cor que vira do avesso a paleta do ano de 2018, é imaginativo e lúdico.

PANTONE 15-3520 Crocus Petal - Para contrastar com os tons vivos e quentes, Pantone também tras o lilás que acrescenta uma leveza ao olhar.

PANTONE 12-0740 Limelight - Animado e efervescente, para fazer dupla com o UltraVioleta, o amarelo-verde tem tudo e um pouco mais para tornar-se um dos queridinhos para as próximas vitrines.

PANTONE 18-0625 Martini Olive - O verde sofisticado e sutil adiciona profundidade e seriedade a paleta.

PANTONE 18-5025 Quetzal Green - O tom verde-azulado é refinado e profundo, e sugere uma vivacidade na peça onde é aplicado.

 

PANTONE 18-2045 Pink Peacock - Um rosa queimado, puxando ainda um pouco ao cereja, mas repaginando o tom para as próximas estações.

PANTONE 15-1515 Mellow Rose - Tradicionalidade e elegância é o que define o rosê em tom pastel que fecha a cartela de tendências.

Optei por não selecionar imagens de roupas em si para caracterizar os tons pelo único motivo de que: se o conceito é serem tons agêneros, seria incoerente trazer para vocês especificamente uma mulher ou homem vestindo peças que somos condicionados a dizer que são de homens ou de mulheres.

E aí, me conta o que você achou dessa paleta pra 2018, gostou? Qual sua preferida? Qual usaria? Qual não usaria? Qual você já tem no guarda roupas? Ou então até sem perceber, tem na decoração de casa? Deixa eu conhecer um pouco de você também! Espero vê-lo aqui mais vezes, até a próxima :)

 

 


Sobre o autor

Isabela Pereira

Colunista de Estilo de Vida, Beleza e Moda

Isabela é stylist no Atelier Mariela Moreira desde 2015. Criada em Muzambinho, formou-se em moda pelo Centro Universirário Moura Lacerda em 2016. É ex-aluna do IF Sul de Minas Campus Muzambinho, onde cursou o ensino médio. Influenciadora digital, fala de moda de uma maneira leve e descon ...

Ver Perfil

Veja também