Como prevenir o câncer? - especial Outubro Rosa e Novembro Azul

por Mayara Poscidônio

Publicado em 22/10/2018
Por Mayara Poscidônio

 

O aparecimento de câncer tem sido cada vez mais frequente e a conscientização da população em relação a esse tema é de grande importância. Os meses de outubro e novembro são voltados especialmente para a prevenção do câncer de mama e de próstata em todo país.

Estima-se que 2 milhões de toneladas de agroquímicos sejam utilizados por ano no mundo todo, sendo o Brasil um dos principais consumidores deste perigoso produto. Portanto, os alimentos são um dos principais veículos de consumo de substâncias tóxicas.

Também temos os disruptores endócrinos que constituem um conjunto de substâncias químicas presentes no ambiente, que desregulam hormônios. Entre eles estão: pesticidas, herbicidas, fungicidas, fitoquímicos e corantes em alimentos, produtos de higiene pessoal e de limpeza doméstica, produtos e resíduos industriais, plástico de brinquedos e mamadeiras, roupas e móveis. Mas, o que mais influencia na desregulação endócrina é o tempo de exposição, a quantidade e o período da vida em que ocorre a exposição, além da capacidade do fígado em metabolizar e eliminar essas substâncias.

Mas então, seria impossível viver sem estar exposto a tantas substâncias, não é mesmo?

É importante saber que muitas vezes consumimos essas substâncias em pequenas quantidades, o que é considerado seguro. Por isso, precisamos utilizar algumas estratégias para reduzir a quantidade de substâncias tóxicas que somos expostos.

Alternativas como: consumir alimentos orgânicos ou comprar alimentos de fontes confiáveis, com o mínimo de resíduos de agroquímicos, utilizar cosméticos e produtos de limpeza sem BPA e ftalatos, preferir alimentos cozidos do que crus.

Felizmente, na natureza encontramos alimentos que auxiliam na redução do risco de câncer, e quando consumidos rotineiramente desempenham esse papel. Eles são chamados de alimentos funcionais. Alguns exemplos são:

Açafrão-da-terra, pimenta vermelha, gengibre, chá-verde, soja, tomate, uvas, mel, alho e hortaliças brássicas (couve, brócolis, repolho, etc).

Indivíduos que consomem pelo menos cinco porções diárias de frutas e hortaliças reduzem pela metade o risco de desenvolver câncer. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2002 apontam que 2,7 milhões de mortes anualmente podem ser atribuídas ao baixo consumo de alimentos de origem vegetal.

De acordo com o American Institute for Cancer Research (AICR), as recomendações dietéticas para a prevenção do câncer são as seguintes:

Consumir uma grande variedade de alimentos de origem vegetal.

Consumir álcool com moderação, se for o caso.

Manter um peso saudável e ser fisicamente ativo.

Selecionar alimentos pobres em gorduras e sal.

Preparar e selecionar os alimentos de modo seguro.

Dica:

O consumo de vegetais em forma de sucos torna-se uma alternativa para aumentar a sua ingestão. Aprenda a fazer um deles:

SUCO DE BETERRABA

INGREDIENTES

1 Beterraba
1 Cenoura
10g de gengibre
Suco de 1 limão
1 maçã
150ml de água de coco

MODO DE PREPARO

Bater tudo no liquidificador e beber, se preferência sem açúcar.


Sobre o autor

Mayara Poscidônio

Colunista de Sáude & Bem-estar

Mayara E. Poscidônio de Souza é nutricionista formada - CRN9 18771/P - pela Universidade Federal de Lavras e pós-graduanda em Prescrição de Fitoterapicos e Suplementação Nutricional na Nutrição Clínica e Esportiva. Realiza atendimentos nas áreas de nutriç&atild ...

Ver Perfil

Veja também