Bairro Parque da Colina sofre com queimadas

Moradores apresentaram abaixo-assinado na Câmara Municipal de Muzambinho, pedindo pela punição dos crimes ambientais

Publicado em 16/08/2018
Por Fábio Carvalho

(foto por Amanda Casagrande, Facebook)

Durante o inverno, estação seca em Muzambinho, qualquer pequeno foco de incêndio pode acabar causando grandes danos, não somente aos sistemas ecológicos, mas para a população da cidade. No bairro Parque da Colina, a prática ilegal das queimadas vem aumentando e incomodando os moradores.

Para evitar que o fogo se alastre, em alguns casos a Prefeitura precisa gastar água com caminhões pipa nos focos de incêndio, o que afeta o orçamento do município, como aponta uma das moradoras, indignada com a situação nas redes sociais.

Nesta semana, a Câmara Municipal recebeu um abaixo-assinado dos residentes do bairro, por intermédio do vereador Afrânio Donizetti Damazio – o Afrânio Verdureiro – que descreve melhor a situação e requere “a criação de uma Lei Municipal que dê liberalidade à Prefeitura Municipal de Muzambinho de estabelecer multas aos proprietários de terrenos que utilizam dessa prática criminosa, e que façam a limpeza de seus terrenos”. Além do problema das queimadas, os residentes do Parque da Colina reclamam da falta de limpeza adequada em suas praças e calçadas.

Agora os cidadãos esperam pela atenção do poder público, para que a reinvindicação seja atendida e aqueles que realizam as queimadas sejam punidos. Deve ser lembrado que a queimada já é crime conforme a Lei de Crimes Ambientais, nº 9.605 de 1998, em seu artigo 54, descrevendo como crime de poluição, que consiste no ato de causar poluição, de qualquer forma, que coloque em risco a saúde humana ou segurança dos animais ou destrua a flora. A pena prevista é de até quatro anos de reclusão.


Sobre o autor

Fábio Carvalho

Dono e Editor Chefe do Muzambinho Notícias - Portal MUN

Fábio Carvalho estudou jornalismo na PUC-PR graças ao Prouni, de 2013 a 2017. É especialista em redes socias pela Academia do Marketing, técnico em informática e técnico em análise de credito e cobrança formado pelo IFSULDEMINAS - Campus Muza ...

Ver Perfil